ESPAÇO DEDICADO AO FADO E AOS AMANTES DO FADO SÁBADOS E DOMINGOS ENTRE AS 9 E AS 10 HORAS NA SESIMBRA FM 103.9 APRESENTAÇÃO DE ALBERTO SILVA Pode ouvir através da Internet www.radios.pt

21/03/2008

CANTINHO DA POESIA


NUM TEMPO SEM TEMPO
Num tempo sem tempo, a vida corre
Não damos por ela, a idade avança.
Estamos mais velhos
E quando damos por isso, o tempo é breve.
As estações da vida passaram
Indiferentes ao tempo.
Duma vida preenchida sem cor
Num tempo, sem amor.
E hoje adormecidos
De alma gelada
Como uma ribeira fria, esperamos
Num tempo, sem tempo.
E partimos
Autor: Alberto Silva 9/1/2007

Sem comentários: