ESPAÇO DEDICADO AO FADO E AOS AMANTES DO FADO SÁBADOS E DOMINGOS ENTRE AS 9 E AS 10 HORAS NA SESIMBRA FM 103.9 APRESENTAÇÃO DE ALBERTO SILVA Pode ouvir através da Internet www.radios.pt

31/03/2008

CANTINHO DA POESIA - POEMA DA MARIA

“EU FUI AO FADO”

MINHAS MÃOS ENTRELAÇADAS
SOBRE O MEU XAILE TRAÇADO
OIÇO O TRINAR DAS GUITARRAS
ANUNCIAREM O FADO;
Ó RUA DO CAPELÃO
TRAGO O DESTINO MARCADO
VAZ SENTIDA DE EMOÇÃO
EU OIÇO CANTAR O FADO;
MESMO FORA DE UMA ADEGA
COM O MEU RÁDIO LIGADO
A MINHA MENTE NAVEGA
SE OIÇO CANTAR O FADO;
NUM PROGRAMA COM CARINHO
MENINA DAS TRANÇAS PRETAS
GUITARRA TOCA BAIXINHO
RAMINHOS DE VIOLETAS;
AI MOURARIA
MENINA DE OLHAR MAGOADO
ACORDA MINHA MARIA
EU QUERIA CANTAR-TE UM FADO;
ROSA ENJEITADA
POR DESTINO MAL FADADO
NÃO SEI PORQUE FOSTE EMBORA
EU OIÇO CANTAR O FADO.

14-11-06 MARIA

4 comentários:

Anónimo disse...

não é poeta quem quer. Adorei este poema

ana disse...

Bom dia! Aqui vai um comentário directamente da Ilha da Madeira: ADOREI!!!! Está simplesmente LINDO!
Ana Bela

Anónimo disse...

como ouvinte do cantinho do fado quero deixar o meu elogiu a este belo poema, muito apropriado ao tema. parabens ao cantinho do fado e á autora do poema. beijinhos .lurdes.

Anónimo disse...

poesia e fado dois temas que se completam, magnifico o poema parabens MARIA.